Vamos Curti

ACESSE O BLOG

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Funtrab convoca população de Mato Grosso do Sul para retirar Carteiras de Trabalho ‘esquecidas’



A Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) está convocando os trabalhadores que solicitaram a emissão de Carteira de Trabalho neste ano para efetuar a retirada do documento. São 1.650 Carteiras de Trabalho que não foram retiradas desde janeiro.
Na nova Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), emitida por meio informatizado, é valorizada a segurança contra fraudes. O documento possui capa azul em material sintético mais resistente de que o usado no modelo anterior é confeccionado em papel de segurança e traz plástico autoadesivo inviolável que protege as informações relacionadas à identificação profissional e à qualificação civil do indivíduo, que costumam ser as mais falsificadas. Amudanças contribuíram para assemelhar muito a nova CTPS ao passaporte.
Para quem ainda pretende solicitar a emissão da 1ª via da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), são necessários: RG; CPF; Comprovante de Residência e Certidão de Nascimento ou Casamento (para comprovação obrigatória do estado civil). Não será aceita a CNH como documento. O prazo de entrega da CTPS informatizada é até 15 dias úteis.
A Carteira de Trabalho não deixa de ser um passaporte para que o cidadão tenha protegidos direitos trabalhistas e previdenciários, como salário regular, férias, décimo-terceiro salário, repouso remunerado e aposentadoria.
Para retirar a CTPS, os interessados devem comparecer na Funtrab, à Rua 13 de maio, 2773, de segunda a sexta, das 07 às 18h30 e se dirigir ao setor de Carteira de Trabalho. Não é preciso retirar senha. Lembramos que somente o próprio titular, com RG, é que pode buscar o documento.
Funtrab

Policiais civis devem entregar armas de fogo para vistoria e recadastramento

Medida vale para servidores ativos e aposentados

Policiais civis terão que apresentar as armas de fogo que foram acauteladas pela DGPC-MS (Delegacia-Geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul). A medida, instituída pelo governo do Estado, inclui todos os policias ativos e aposentados, que não fizeram a restituição quando da passagem para a inatividade, de todas as unidades de Campo Grande e circunscricionadas..
De acordo com a portaria n°117, de 7 de julho de 2015, as armas serão vistoriadas e recadastradas pela seção de armamento. Os servidores devem ficar atentos à data de entrega de cada equipamento, que é estabelecida por ordem alfabética, de 20 até 31 de julho. O cronograma de entrega está publicado no Diário Oficial do Estado, desta segunda-feira (13), na página 5.
A portaria também prevê que casos omissos serão reportados e resolvidos pelo Departamento de Recursos e Apoio Policial, podendo os infratores cumprir sanções disciplinares e criminais cabíveis.
Nas unidades da Capital, os policiais terão que entregar as armas na seção de armamento do Departamento de Recursos e Apoio Policial – DRAP e as do interior do Estado na sede das delegacias regionais de polícia.

 Fonte:midiamax

ECA completa 25 anos; mais de 500 propostas na Câmara tentam mudar a lei


O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) completa 25 anos nesta segunda-feira (13). Embora seja considerada uma legislação avançada e exemplar para outros países, especialistas da área apontam que o texto precisa ser efetivamente aplicado para garantir uma transformação real na vida de meninos e meninas do País. Muitos aspectos da lei ainda não saíram do papel.
Nesses 25 anos, cerca de 20 leis entraram em vigor modificando o estatuto. Ainda estão em análise na Câmara dos Deputados mais de 500 propostas para alterar o ECA, mais de 50 delas com o intuito de endurecer a punição aos adolescentes infratores. Um desses projetos de lei é o 5454/13, da ex-deputada Andreia Zito, que amplia de três para oito anos o tempo máximo de internação em unidades socioeducativas para o menor de 18 anos que cometer atos infracionais equiparados a crimes hediondos.
Para o conselheiro tutelar Iran Magalhães, essa é uma mudança necessária no ECA. “Quando um adolescente pratica ato equivalente a crime hediondo, tem que se pensar em tempo maior de internação”, diz. “Porém, com bastante ressalva pois não é a internação pela internação, é a internação no sentido de você tentar socializar esse cidadão para a sociedade", completa.
Já Fábio José Bueno, promotor de Justiça da Infância e da Juventude de São Paulo, acredita que aumentar o período de internação não vai mudar o quadro de violência praticada por jovens, porque o juiz vai poder rever esse tempo. “O juiz tem uma margem de liberdade muito grande no ECA, e essa margem, sinto em dizer, não está sendo bem exercida”, afirma. Em audiência na Comissão de Cultura da Câmara no dia 17 de junho, ele defendeu a redução da maioridade penal.
AVANÇOS
O objetivo do ECA é a proteção de crianças e adolescentes, garantindo a eles o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade, e à convivência familiar e comunitária.
Relatora na Câmara da proposta que originou a lei, a ex-deputada Rita Camata crê que o estatuto é uma norma completa, que protege a criança desde a gestação. “O estatuto garantiu o pré-natal da mãe, que não existia por lei; as campanhas de vacinação; o teste do pezinho; a garantia legal de que crianças e adolescentes devem vivem em ambiente familiar”, enumera.
Para a consultora da área de direitos humanos da Câmara Debora Azevedo, o ECA trouxe uma grande transformação na forma de ver a criança e o adolescente no País. “A legislação que existia antes, o Código de Menores (Lei 6.697/79), era muito focada só no infrator; a criança e o adolescente eram mais um objeto de intervenção”, explica. “O ECA mudou radicalmente isso. Meninos e meninas passaram a ser vistos como sujeitos de direitos, que necessitam de proteção e que devem ter prioridade absoluta em todas as políticas públicas existentes.”
MUDANÇAS CULTURAIS
A presidente do Conselho Nacional de Juventude, Ângela Guimarães, destaca que o ECA promoveu uma série de mudanças culturais, como a forma de ver o trabalho infantil. “Uma concepção comum anterior ao ECA era de que ‘cabeça vazia, oficina do diabo’. A criança e o adolescente tinham de estar necessariamente trabalhando. O ECA normatizou que, até os 16 anos, eles não podem trabalhar, salvo em condição de aprendizagem, a partir dos 14 anos”, salienta.
Outro hábito que também foi mudado, conforme Ângela, é o da violência como instrumento mediador da educação familiar. “Era muito comum palmada, castigos físicos, violência excessiva, e hoje a gente tem o ECA e outras normas mais recentes, como a Lei Menino Bernardo (13.010/14), que coíbem isso”, ressalta.
TRANSFORMAÇÕES LENTAS
Ex-ministra da Secretaria de Direitos Humanos, a deputada Maria do Rosário (PT-RS) é outra a destacar que foram muitas as conquistas obtidas nos últimos 25 anos: “A gente pode comemorar a redução do trabalho infantil, a universalização das crianças na educação fundamental, a diminuição da mortalidade infantil”, cita.
Porém, na visão da parlamentar, as mudanças ocorrem de forma mais lenta porque a sociedade e o Congresso estão mais preocupados em mudar o estatuto do que em tirá-lo do papel. “Nossos grandes desafios, nesses 25 anos, foram implementar o ECA e mantê-lo. Desde o primeiro momento, ele foi contestado, e mudanças foram propostas, como se ele fosse inviável. Isso atrasou algumas políticas”, argumenta.
Câmara dos Deputados

Servidores do INSS estão em greve há quatro dias em Mato Grosso do Sul Das quatro unidades do órgão em Campo Grande, duas estão fechadas. Greve começou na sexta-feira e é por tempo indeterminado, diz sindicato.



Servidores do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) em Mato Grosso do Sul estão em greve desde sexta-feira (10). Eles reivindicam reajuste salarial de 27% e o aumento no quadro de funcionários. A greve é por tempo indeterminado até que haja acordo entre as partes, segundo o sindicato da categoria.
Das quatro unidades de Campo Grande, duas estão fechadas nesta segunda feira (13): a Central, que está localizada na rua 26 de agosto, e outra na rua Alexander Fleming. As demais agências funcionam normalmente.
Além de Campo Grande, oito filiais estão fechadas no interior estado, segundo a assessoria do órgão. Já o Ministério da Previdência informou que, dos 37 pontos de atendimento em Mato Grosso do Sul, cinco paralisaram o funcionamento. Os sevidores pedem aumento salarial de 27%. No entanto o Ministério do Planejamento ofereceu 21% em parcelas para os próximos anos. Outro item seria um novo concurso para contratações.

Na agência principal da capital sul-mato-grossense, segundo a comissão de greve, cerca de 500 pessoas são atendidas por dia e existe a necessidade de 60 novos servidores para o local. Usuários podem solicitar mais informações através do telefone da Previdência Social. O número é 135.


Fonte:G1MS

Vice-Prefeito de Santa Rita do Pardo José Milton participa da inauguração do Cartório Eleitoral em Brasilândia



Vice-Prefeito de Santa Rita do Pardo José Milton e oprefeito de Brasilândia Jorge Diogo participou, no último dia 9, da solenidade de inauguração do Cartório Eleitoral de Brasilândia-MS (41ª Zona Eleitoral), promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS).
Também participaram da inauguração: o presidente do TRE-MS, desembargador Divoncir Schreiner Maran; a diretora-geral, Letânia Ferraz de Brito Coutinho; e o juiz eleitoral do cartório, Rodrigo Barbosa Sanches, entre outras autoridades.
O prédio tem uma área construída de 229,17 metros quadrados e conta com um saguão de atendimento, sala de apoio administrativo, sala do juiz, arquivo, depósito de urnas, copa, além de quatro banheiros.
A obra teve início em 2014 e estava orçada em R$ 509.836,75. O Governo Municipal de Brasilândia doou a construção do muro do novo Cartório Eleitoral. Foram investidos R$ 32.958,63 de recursos próprios. O terreno também foi doado pelo município.

AVISO DE LANÇAMENTO DE LICITAÇÃO


A AGÊNCIA ESTADUAL DE GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS – AGESUL, comunica aos interessados que, fará realizar a licitação, do tipo MENOR PREÇO, nos termos da Lei 8.666 de 21 de junho de 1993 e demais alterações em vigor.
MODALIDADE:  CONCORRÊNCIA nº: 026/2015-CLO/AGESUL
PROCESSO nº: 57/100.950/2015
Objeto: Ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário, no município de Santa Rita do Pardo/MS – TC/PAC 085/2014 – PAC 2 FUNASA – 2ª Fase.
Valor máximo: R$ 1.749.853,24
Prazo de execução: 300 dias.
Validade da proposta: 60 dias.
Termo de Compromisso n. 085/2014- PAC 2 FUNASA -2ª fase.
EXIGÊNCIAS: R.T e/ou Concorrente

ITEM
ESPECIFICAÇÃO
01
Execução de rede coletora de esgoto com diâmetro mínimo de 100 mm, extensão de 5,20 Km.
02
Implantação de ligações domiciliares de esgoto, em quantidade igual ou superior a 235 unidades. 

Justiça do Trabalho destina R$ 590 mil para Bombeiros e PMA de Bataguassu Os recursos são provenientes da segunda parcela do acordo firmado entre o MPT e a indústria Marfrig Alimentos


A Vara do Trabalho de Bataguassu, juntamente com o Ministério Público do Trabalho (MPT), liberou a aquisição de um barco com motor, caminhonete 4x4 e diversos equipamentos para o Comando do Corpo de Bombeiros do município. O dinheiro, um total de R$ 500 mil, foi liberado este mês para o Conselho Municipal de Segurança de Bataguassu, que intermediará a compra. Outra instituição beneficiada é a Polícia Militar Ambiental de Bataguassu, que recebeu, na semana passada, R$ 90 mil para a compra de um barco e uma lancha com motor.

Os recursos são provenientes da segunda parcela do acordo firmado entre o MPT e a indústria Marfrig Alimentos que se comprometeu a pagar indenização de R$ 5 milhões divididos em cinco anos, totalizando um milhão a cada ano. A Ação Civil Pública movida pelo MPT é referente ao acidente ocorrido em 31 de janeiro de 2012, na sede do curtume da Marfrig em Bataguassu, quando um vazamento de gás matou quatro trabalhadores e deixou 16 feridos.

"A Ação Civil Pública vem com o objetivo de adequar a conduta do agente causador do dano, ela corrige essa conduta para evitar futuros acidentes. Mas, para reparar o dano já causado existe o dano moral coletivo, por isso destinamos esses recursos para a sociedade civil que foi afetada com o acidente. Nesse caso, revertemos o dinheiro às instituições e entidades públicas que prestaram os serviços e socorro às vítimas do acidente, no caso o Corpo de Bombeiros e a Santa Casa" esclarece o Juiz da Vara do Trabalho de Bataguassu, Antônio Arraes Branco Avelino.

Em abril desse ano, foram liberados R$ 105 mil para a Liga de Combate ao Câncer de Bataguassu. Com o dinheiro, foi comprado um micro-ônibus novo com 15 lugares, que faz o transporte de pacientes com câncer para tratamento em Barretos (SP). Os outros R$ 200 mil da segunda etapa da Ação Civil Pública serão destinados para a construção de um centro de educação para a Caritas Paroquial de Bataguassu.

Todo o dinheiro será revertido a instituições e entidades sem fins lucrativos do município. Segundo o Juiz da Vara do Trabalho de Bataguassu a prioridade da destinação dos recursos é no setor de educação. Os R$ 3 milhões restantes da indenização serão aplicados numa escola de ensino profissionalizante.

Primeira parcela do acordo

Várias instituições já foram beneficiadas. Em maio desse ano, ocorreu a inauguração da reforma da lavanderia e refeitório da Santa Casa de Bataguassu com o dinheiro da primeira etapa da Ação Civil Pública. Ainda em 2014, a Santa Casa e o abrigo para idosos Nosso Lar receberam equipamento completo de lavanderia profissional, com lavadoras, secadoras, centrifugadoras e calandras.

A Associação Bataguassuense de Prevenção, Tratamento e Recuperação de Dependentes Químicos - Amor e Vida adquiriu um veículo zero quilômetro. Outra instituição que recebeu parte dos recursos da primeira parcela do acordo foi o Centro Educacional Juventude do Amanhã - CEJA, que usou o dinheiro para construir duas quadras de tênis para implementação do Projeto Quadra de Talentos, que atende crianças em situação de vulnerabilidade social.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

FMI revisa PIB do Brasil e prevê queda de 1,5%

Fundo Monetário Internacional (FMI) voltou a reduzir a previsão para o crescimento do Brasil. Em 2015, a projeção é que o Produto Interno Bruto (PIB) do País tenha queda de 1,5% - pior do que a estimativa divulgada em abril, durante a reunião de Primavera do Fundo em Washington, quando se previa que o País fosse encolher 1% este ano.
Foi um dos maiores cortes nas projeções entre os principais países emergentes, de acordo com um relatório do FMI divulgado na quinta-feira, 9.
Além de a recessão ser maior que o esperado em 2015, o FMI espera que a recuperação do Brasil em 2016 seja mais fraca. A previsão é que o PIB avance 0,7%, abaixo da alta de 1% prevista no relatório divulgado em abril. Os economistas brasileiros, de acordo com o boletim Focus, que reúne as estimativas de mais de 100 instituições financeiras, preveem queda de 1,5% no PIB este ano e alta de 0,5% em 2016.
Desde 2012, o FMI vem cortando as projeções de crescimento para o Brasil a cada novo relatório que divulga. Em 2015, o desempenho do PIB brasileiro será pior que a média da economia mundial, que deve crescer 3,3%. Também deve ficar abaixo da média dos países emergentes e da América Latina, com previsão de expansão de 4,2% e 0,5%, respectivamente. Entre os maiores países emergentes, só a Rússia deve ter pior desempenho que o Brasil este ano, encolhendo 3,4%.
O documento divulgado na quinta-feira não traz mais comentários sobre o Brasil, além das previsões para o PIB. Mas em relatórios anteriores, os técnicos do FMI apontavam a piora da confiança de empresários e consumidores como um dos fatores que explicam o fraco desempenho da atividade.
Além disso, citavam os reflexos do escândalo de corrupção na Petrobrás na atividade econômica, com a própria petroleira cortando gastos e as construtoras envolvidas nas investigações Lava Jato paralisando operações.
Sobre a América Latina, o FMI ressalta que a queda dos preços das commodities segue pesando negativamente no desempenho da região, que caminha para o quinto ano consecutivo de PIB fraco. Para 2015, a projeção é de expansão de 0,5%, ante 0,9% do relatório de abril.
O México foi um dos países emergentes, junto com o Brasil, que teve maior corte nas estimativas. Em abril, o FMI esperava que a economia mexicana fosse crescer 3% este ano, número reduzido para expansão de 2,4%. O corte é reflexo do desempenho mais fraco que o esperado nos Estados Unidos por causa do inverno rigoroso, fortalecimento do dólar e greve dos funcionários dos portos na Costa Oeste.
(*) Correio do Estado

Seja o primeiro a comentar!

Patrulha Rural prende homem com 65 tabletes de maconha que seriam entregues em Três Lagoas

O autor mora em Rio Brilhante e foi contratado para transportar a droga de Ponta Porã até Três Lagoas, recebendo R$ 4 mil pelo serviço


              Conforme Cabo PM Couto, a droga estava escondida nas laterais das portas e dentro do banco traseiro (foto: Fábio Jorge)

 





A Patrulha Rural de Três Lagoas apreendeu 65 tabletes de maconha que estavam escondidos no interior de um carro, durante um bloqueio na BR-158. A ocorrência aconteceu por volta das 3h30 da madrugada desta sexta-feira (10), quando os militares interceptaram o veículo Fiat Palio de cor cinza, placas NRH – 3092 de Três Lagoas, próximo à antiga base operacional da PRE (Polícia Rodoviária Estadual).
O condutor, identificado sendo W.P.S (29), demonstrou certo nervosismo chamando a atenção dos agentes. Em revista ao veículo, os policiais encontraram vários tabletes de maconha camuflados na lateral das portas dianteiras e traseiras, assim como dentro do banco traseiro do automóvel. Foram contabilizados 65 tabletes do entorpecente que totalizaram 52 quilos.
Conforme informações do Cabo PM Couto, o condutor é morador da cidade de Rio Brilhante – MS, e confessou ter sido contratado para buscar o carro em Ponta Porã em um posto de combustível e entregá-lo em Três Lagoas. Pelo serviço, ele receberia o valor de R$ 4 mil.
DEMAIS ENVOLVIDOS
W.P.S disse durante à confecção da ocorrência que não conhecia a pessoa que preparou o veículo em Ponta Porã, nem quem receberia a droga. Cabo PM Couto afirmou que existe registro policial envolvendo o Fiat Pálio em apreensão com drogas no início deste ano. O carro está em nome de um morador de Três Lagoas que, será investigado sobre o fato dele ter sido preparado para o tráfico há quase 563 km da cidade de origem.

O acusado, que não tinha passagens pela polícia, foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes, encaminhado para a DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e está à disposição da Justiça.

Fonte:PerfilNews

Vice-presidente da República visita Unidade Operacional da PRF em MS

               Michel Temer e Reinaldo Azambuja conversaram com o Superintendente da PRF, Ciro Ferreira. (Foto: Assessoria/PRF).

Michel Temer foi recebido pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja. Ele disse que vai analisar a hipótese de aumentar o efetivo de polícias federais rodoviários em MS

O vice-presidente da República em exercício, Michel Temer, acompanhado do Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, visitou, nesta quinta-feira (9), a Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Ponta Porã-MS.
O Superintendente da PRF, Ciro Ferreira, conversou com Temer destacando que a unidade é responsável por grande parte das apreensões rodoviárias no país. Além disso, o ele evidenciou a necessidade do aumento do efetivo para a região.

FLAGRANTE

Durante a visita, os Policiais Rodoviários Federais, que continuavam em operação, prenderam um homem que conduzia uma caminhonete roubada em São Paulo. O criminoso seguia em direção ao Paraguai quando foi abordado. A ação foi flagrada pelo presidente e pelo governador.
Temer parabenizou o trabalho da PRF e se mostrou sensibilizado com a pauta do efetivo. Após o encontro, ele retornou para Brasília.
(*) Assessoria de Comunicação da PRF

Nova maioridade penal abre brecha para jovem de 16 anos ter CNH

A aprovação, em primeiro turno na Câmara dos Deputados, da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que reduz de 18 para 16 a maioridade penal em casos de crimes hediondos, pode criar um efeito cascata sobre várias outras legislações brasileiras. Uma delas é o trânsito.
Segundo especialistas, caso passe por todas as instâncias de votação na Câmara e no Senado -- processo que pode demorar alguns meses ou até dois anos --, a medida abriria brecha jurídica para que jovens a partir de 16 anos consigam obter a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).
Isso acontece porque a lei atual não estabelece idade mínima para entrar no processo de habilitação: o que o artigo 140 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) determina é que o candidato precisa ser "penalmente imputável, saiba ler e escrever e possua RG (registro de identidade)". "Penalmente imputável" significa estar apto a responder criminalmente por seus atos, algo ao qual cidadãos de 16 e 17 anos passariam a se enquadrar, mesmo que de maneira parcial, caso a PEC vire lei.
"Há um risco sério de que jovens de 16 e 17 anos se sintam no direito de requerer a CNH, e aí cabe à Justiça determinar se a imputabilidade se aplica às leis de trânsito. Por exemplo: de acordo com a proposta aprovada na Câmara, uma pessoa de 16 anos que causou um acidente de trânsito com morte estaria imputável a responder por homicídio com dolo eventual; logo, tem autorização para ter a CNH", explicou Maurício Januzzi Santos, presidente da Comissão de Direito Viário da OAB-SP.
Associação dos Detrans quer alteração no CTB
A situação pode ficar ainda mais fácil caso os legisladores modifiquem a PEC ao longo do processo e estendam a redução para qualquer tipo de crime. Neste caso, adolescentes de 16 anos passariam a ter imputabilidade plena e, assim, precedente jurídico ainda mais mais forte para tirar a CNH.
Temendo essa possibilidade, a AND (Associação Nacional dos Detrans) anunciou nesta semana que fará um pedido formal para alterar o artigo 140 do CTB. Segundo o órgão, a aprovação da PEC pode levar quase 6,9 milhões de jovens entre 16 e 17 anos a terem aptidão para tirar carteira de motorista "de uma só vez", o que causaria grande impacto em toda a operação dos departamentos de trânsito.
"Mais do que o aumento da procura pelos nossos serviços, teremos que rever todo o processo de formação futuros motoristas. A linguagem das aulas, das campanhas, tudo muda", salientou o presidente da AND, Marcos Traad.
Há ainda o fator da maturidade: dados do Seguro DPVAT apontam que, das 763 mil vítimas de acidentes no trânsito brasileiro em 2014, 52% estão na faixa de 18 a 34 anos. "As principais causas são excesso de velocidade, consumo de álcool e imprudência. Será que um jovem de 16 tem consciência dos riscos e está preparado para evitar este tipo de conduta?", questionou Traad.
Redação
Uol

Empresa anuncia mudanças em projeto para conseguir liberação de duplicação da BR-163 Obras estão paradas por falta de licença e quatro novas intevenções foram anunciadas


Obras de duplicação na BR-163 
                                                                               (Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)
O projeto de duplicação do macroanel rodoviário de Campo Grande (BR-163) terá mais quatro intervenções viárias, com construções de viadutos, mergulhões, alças de acesso ou passarelas, além das quatro já previstas anteriormente. O anúncio foi feito nesta terça-feira (7), em reunião entre a prefeitura e técnicos da concessionária que administra a rodovia, CCR MSVia.
As obras de duplicação estão paralisadas e a prefeitura informou que não concederia licença ambiental até que a CCR construísse mais dois viadutos que não estavam previstos no projeto anterior, que previa um viaduto ou mergulhão no acesso ao polo empresarial norte (na saída para Cuiabá); adequações no viaduto existente no cruzamento da BR-163 com a BR-262; alça de acesso à MS-040 (Campo Grande/Santa Rita do Pardo) e adequações na rotatória de acesso às BRs 060 e 262 (na direção de Corumbá).
No novo projeto apresentado nesta terça, estão previstas a construção de um mergulhão ou viaduto no acesso ao campus da Uniderp Agrárias; um mergulhão em frente ao Shopping Bosque dos Ipês; intervenção para garantir acesso ao braço norte do anel que está em construção (entre as saídas de Rochedo e Cuiabá); acessos as Moreninhas na altura do Polo Empresarial Vilmar Lewandowski; à Rua Darwin Dolabani, região do Jardim Itamaracá, onde há grande concentração de oficinas às margens do macroanel; e na entrada para o Aeroporto Santa Maria.

Outras intervenções previstas serão na rotatória localizada no final do anel da saída para São Paulo, no acesso a MS-040 e no viaduto sobre a confluência com a BR-262.
Um ponto de divergência é que a prefeitura defende a construção de uma via marginal ao longo de todo o trajeto do macroanel, já a concessionária considera viável a abertura de vias marginais ao londo de um trecho de cinco quilômetros, entre o viaduto da saída para Três Lagoas (BR-262) e a entrada da Uniderp.
O outro ponto divergente é em relação a uma travessia na altura da Rua Ana Rosa Castilho. Os técnicos da empresa entendem que não há movimento que justifique uma obra nesta região e a prefeitura sustenta que há necessidade devido a propostas em andamento.
Uma outra reunião será realizada nesta quarta-feira (8), entre os 21 prefeitos de cidades impactadas com a duplicação da BR-163 no estado e o presidente da concessionária, Maurício Negrão. 

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Acidente de Transito é registrado entre Santa Rita do Pardo e Bataguassu na MS 338


Um Acidente de Transito  foi registrado no final da tarde desta quinta feira (11), na Rodovia estadual Ramez Tebet MS-338 entre os municípios de  Santa Rita do Pardo e Bataguassu.
O acidente ocorreu próximo a altura do KM-38 as margens da rodovia, já chegando na cidade de Santa Rita do Pardo, e envolveu um GM/Astra placas da cidade de Campo Grande.
Segundo Informações da Policia Militar através do soldado Joelmir o  veículo era conduzido por um homem de 35 anos, que teria saído da cidade de Bataguassu e seguia com destino a Campo Grande, quando a luz do sol ofuscou sua vista e o carro batendo em um buraco  ele perdeu o controle do veículo vindo a capotar parando as margens da rodovia.
A Policia Militar da cidade de Santa Rita do Pardo foi acionada para atender a ocorrência, onde no local os militares controlaram o trânsito e encaminharam o condutor com escoriações pelo corpo até o Pronto Socorro do Hospital Nossa Senha do Perpetuo Socorro Municipal de Santa Rita do Pardo.







                                          Fotos:(WhatsApp Santa Rita do Pardo News )
 Fonte: Santa Rita do Pardo News

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Justiça Estadual de Batayporã realiza leilão

A Justiça Estadual de Batayporã em conjunto com a leiloeira oficial Aparecida Maria Fixer realizam leilão eletrônico no dia 04 de fevereiro de 2015, com encerramento às 17:00 horas, com lances online de qualquer lugar do país, pelo sitewww.leiloesjudiciais.com.br/ms. No evento, será leiloado sítio com 24 hectares, localizado em Taquarussu. Interessados podem obter informações mais detalhadas pelo site www.leiloesjudiciais.com.br/ms ou então pelo 0800-707-9272.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Projeto Eldorado Brasil monitora fauna em estradas

Programa Rodobicho vai gerar banco de dados sobre atropelamento de animais nas vias usadas pela empresa no transporte de madeira

A Eldorado Brasil Celulose iniciou o treinamento de 440 motoristas que trabalham para a empresa com o objetivo de despertar a consciência ambiental, no que diz respeito à proteção da fauna, e de identificar acidentes com animais nas estradas utilizadas pela companhia no transporte de madeira.
A ação, que faz parte do programa Rodobicho, é uma parceria entre o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), a Prefeitura de Três Lagoas e a Eldorado Brasil. “O Rodobicho conta com o envolvimento e o engajamento dos colaboradores na observação dos trechos trafegados. Sua proposta está alinhada aos nossos valores, de sermos parte colaborativa da comunidade”, diz Luciana Bortoluci, gerente de Sustentabilidade da Eldorado Brasil.
Segundo o CBEE (Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas), mais de 475 milhões de animais selvagens são atropelados em todo o Brasil anualmente. Das espécies ameaçadas, os mamíferos, especialmente os carnívoros, são os mais suscetíveis a acidentes. Para facilitar o monitoramento do Rodobicho, foi feita uma divisão em grupos, de acordo com o porte: pequenos, como tatus e quatis; médios, como tamanduás; e grandes, como antas e veados.
Os motoristas recebem um formulário do programa, em que devem informar o trecho e o horário do avistamento e também as características do animal. Os documentos são entregues ao Centro de Controle Operacional da Eldorado, com a nota fiscal da carga. A partir disso, a área de Sustentabilidade da empresa acrescenta o cadastro no banco de dados com os locais de maior incidência de acidentes com animais silvestres. ”Por meio do mapeamento será possível identificar as causas das ocorrências”, afirma Luciana.
O monitoramento tem como foco principal em quatro estradas federais (BRs 158, 163, 262 e 267) e cinco estaduais (MSs 112, 134, 324, 377 e 395), mas é realizado em todas as vias usadas pela empresa. As ações do Rodobicho ainda envolvem a instalação de placas nas rodovias alertando sobre a importância de manter a atenção na pista e também campanhas externas sobre o tema.

SOBRE A ELDORADO BRASIL

A Eldorado Brasil, empresa do Grupo J&F, é uma das principais produtoras mundiais de celulose branqueada de eucalipto, com matéria prima proveniente de florestas plantadas e certificadas. Com dois anos de operação, já tem presença consolidada no mercado internacional e ocupa lugar de destaque no setor, pela adoção de tecnologia de ponta e inovação em toda a cadeia produtiva, o que garante resultados competitivos e sustentáveis. Sua fábrica em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, tem capacidade nominal de produção de celulose de 1,7 milhão de toneladas por ano.

Fonte:Assessoria da Eldorado Brasil

Mulher morre e duas pessoas ficam feridas em acidente na MS-040



Veículo ficou destruído após acidente
(Foto: Osvaldo Nóbrega/ TV Morena)
Acidente aconteceu entre Campo Grande e Santa Rita do Pardo.
Segundo a polícia, veículo colidiu com uma anta de 200 quilos.
Uma mulher de 20 anos morreu e duas pessoas ficaram feridas em acidente, na madrugada desta segunda-feira (12), na MS-040, entre as cidades de Campo Grande e Santa Rita do Pardo. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR), as vítimas estavam em um veículo  que colidiu com uma anta de 200 quilos.
O acidente aconteceu por volta da 1h (de MS). Conforme a PMR, após a colisão com o animal, o condutor perdeu o controle da direção e o carro parou 50 metros depois quando caiu em um barranco.
Com o impacto, a mulher foi arremessada para fora do veículo e não resistiu aos ferimentos. O condutor do veículo, de 37 anos, e outro passageiro, de 38 anos, foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados para a Santa Casa.
A família, de acordo com a PMR, é de Barra do Garças (MT) e retornava de Santa Catarina, onde passava férias na praia.

PREPARA CURSOS DE PONTA PORÃ REALIZA INTENSIVÃO DE FÉRIAS A PREÇOS POPULARES

Alunos que concluírem o curso de “Atendimento e Vendas” serão encaminhados ao mercado de trabalho
Diante de um cenário econômico de incertezas e da baixa perspectiva de crescimento do PIB brasileiro, a geração de novos postos de trabalho deve sofrer um encolhimento em 2015. Nesse sentido,  qualificação, sem dúvida,  passa a ser o principal diferencial para quem deseja conquistar uma boa oportunidade profissional. 

Alinhada a essa tendência, a Prepara Cursos de Ponta Porã, que integra a maior rede de cursos profissionalizantes do país, promove, neste mês de janeiro, o“Intensivão Prepara”, que oferece, pela metade do preço, capacitação nas áreas de atendimento, vendas, finanças e informática.

Neste pacote de intensivos, a unidade disponibilizará cinco cursos. O programa “Operador de Caixa” tem por objetivo preparar o aluno para atender ao cliente com mais rapidez e eficácia, além de oferecer noções de logística.  Já em “Atendimento e Vendas”, o candidato terá acesso a um panorama geral sobre o setor de Varejo. “E os alunos que concluírem este módulo serão automaticamente encaminhados para processos seletivos de cinco empresas locais, por meio do ‘Programa Mais Empregos’”, explica Allan William dos Santos Pereira, proprietário da franquia da rede em Ponta Porã. “O ‘Mais Empregos’ é uma iniciativa pioneira da Prepara Cursos, que já beneficiou mais de 100 mil jovens entre 14 e 18 anos em todo o país”, conta o empreendedor.
  Fonte:Gustavo Martines
Assessoria de Imprensa
Já para quem pretende atuar na área administrativa, uma boa pedida é o curso de “Gestão Financeira”. Nas aulas, os participantes terão contato com temas como liderança, planejamento financeiro e rotina administrativa. Os candidatos também poderão ampliar seus conhecimentos em informática e tecnologia por meio dos cursos “Excel Avançado” e “Personal Cad”.

Todos os programas terão carga horária de 8 horas semanais e poderão ser concluídos em um mês e meio. Para mais informações, entre em contato com a Prepara Cursos Ponta Porã.

SERVIÇO
Intensivão Prepara
Período: Janeiro de 2015
Local: Prepara Cursos - Unidade Ponta Porã
Endereço: Rua Tiradentes, 798- Centro- Ponta Porã - MS
Mais informações: (67) 3431-9452

Sobre a Prepara Cursos
A Prepara Cursos, que foi a primeira rede a ser criada pelo Grupo Prepara, oferece mais de 70 cursos profissionalizantes e conta com mais de 630 unidades. A rede já formou mais de 1 milhão de alunos em todo o país. Além de contribuir para a formação de jovens de todo o Brasil, a Prepara Cursos ainda os auxilia por meio do Programa Mais Empregos, na busca pelo primeiro emprego ou por uma colocação melhor no mercado de trabalho.

Informações à imprensa
Ruhama Rocha – ruhama.rocha@dezoito.com.br